Hospitais do SNS retomam a atividade programada

“Vários hospitais iniciaram já a reprogramação da atividade suspensa e praticamente todos têm já um calendário definido para a retoma”, anunciou este sábado a Ministra da Saúde, Marta Temido, na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia de COVID-19.

Segundo a governante, “o resto do mês de abril será dedicado à respetiva consolidação em termos de documentos, de estratégia, de critérios de segurança para os quais temos que ter uma resposta efetiva”, sendo que existem já um conjunto de estratégias a adotar pelas instituições de saúde.

Entre os procedimentos previstos, a Ministra de Saúde destacou que “a prontidão da resposta à COVID-19 tem que ser acautelada, sobretudo na área da medicina intensiva” e que a “a retoma da atividade não COVID será gradual, faseada, em função do contexto epidemiológico específico da unidade de saúde”.

Ao mesmo tempo, “o recurso à telessaúde e à prescrição eletrónica deve ser preservado e alargado” e os “utentes, de acordo com os critérios que a DGS irá especificar, devem realizar vigilância sanitária antes de determinados atos de saúde”. Já os profissionais de saúde, “têm de estar adequadamente com equipamento de proteção individual em todos os atos e o seu trabalho organizado de forma a minimizar o risco”.

A retoma da atividade deve também privilegiar a diminuição do tempo dos utentes no serviço, as consultas e os atos com hora marcada e o desfasamento de horários.

Em declarações aos jornalistas, lembrou que “no curto e médio prazo não vamos erradicar a doença”. “Temos que aprender a viver com a SARS-CoV-2”, sublinhou.

O regresso à normalidade “só será possível quando uma vacina ou um tratamento efetivo forem encontrados”, sendo “antecipável que o progresso se construa com avanços e recuos”.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado este sábado pela Direção-Geral da Saúde, Portugal regista 23.392 infetados (mais 595) 880 mortos associados à covid-19, mais 26 do que na sexta-feira.

Fonte: DGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *